TAG - Chatice Literária

Olá pessoal, como têm passado?
Ando sumida, para variar, mas isso é devido à alguns acontecimentos pelos quais venho passando e que, certamente, desanimaria qualquer um em relação a escrever e pensar em qualquer outra coisa; mas, enfim, hoje me animei um pouco após assistir a um vídeo de TAG no youtube, no canal da Duda Menezes, o Book  Addict.
O que me chamou a atenção na TAG é que ela não foi criada para tratar dos livros que gostamos e sim para mostrar algumas chatices que às vezes lemos por aí, algo muito natural no universo literário. Enfim, é isso, a seguir as respostas para a TAG, lembrando que quem quiser responder fique à vontade, apenas não deixe de creditar a Dani e a Anna do blog Pausa para um café, que foram as idealizadoras da TAG, ok?
Espero que gostem! 😊👍

1- Um livro que você achou que seria legal, mais foi chato?

R: Sem pensar duas vezes para responder, eis que o livro escolhido foi O Covil do verme banco, de Bram Stoker, na edição da editora Labareda. Nunca antes um livro me decepcionou tanto. Estava com expectativas positivas sobre a obra, mas graças a edição porca dessa editora tudo foi por água abaixo e o que era para ser algo, no mínimo, agradável foi maçante e confuso.






2 - Um livro que todos dizem que é fantástico, mas você não gostou?

R: Caixa de pássaros. Criou-se um furor encima desse livro. Demorei muito tempo para ler justamente porque estava achando que não seria lá essas coisas e, certamente, não foi lá essas coisas mesmo! O autor teve, em minha humilde opinião, uma boa ideia, mas se perdeu em meio a sua execução e a trama que poderia ir além ficou patinando até seu final extremamente inconclusivo!




3- Um livro que tinha tudo para ser bom, mas é chato?

R: Esse romance da escritora brasileira é bem curtinho, tem uma premissa interessante, mas é chato em sua execução ao ponto de ter me feito desistir de sua leitura na metade da obra.
Definitivamente não gosto da escrita da Heloísa Seixas porque este é o segundo livro dela que foi um sofrimento para mim, com a exceção de que agora eu abandonei a leitura.






4 - Um livro com personagem principal intragável?

R: E quando o livro tem cinco protagonistas pode? hehehe Bom, nessa questão vou  indicar cinco personagens principais que são chatos ao extremo. Refiro-me aos personagens Álvaro, Silvio, Ribeiro, Neto e Ciro, do livro Fim, romance de estreia da atriz Fernanda Torres. Mais um livro curto que se arrasta e nos dá a impressão de ser um calhamaço de tão demorada a trama. Nenhum dos cinco personagens conseguiu me cativar com suas crises de meia-idade. Criaram um alarde sobre o livro por se tratar de algo escrito por uma atriz muito talentosa e admirada, mas isso não diminui o fato de que esse livro mencionado tem os protagonistas mais chatos que já foram criados.


5 - Um livro com final terrível?

R: O salto do tigre foi um livro que li na adolescência e tenho o principal da história na minha mente, incluso o seu final, que me fez derramar rios de lágrimas. Sabe quando você torce muito para algo acontecer, mas o autor não está nem aí para quem vai ler a história? Pois é, foi essa a impressão que tive com o final desse livro que nunca mais foi editado no Brasil, mas ainda pode ser encontrado em sebos. Ufa!






6 - Universo (literário) que você nunca gostaria de morar?

R: Qualquer universo que se passe na metade do século XX para trás e o motivo é bem evidente: mulher não tinha vez nessas épocas mais remotas. Era vista como procriadora, não tinha o mínimo de direitos assegurados e ninguém ligava muito quando qualquer tipo de violência ocorria, sendo que muitas passavam de vítimas a algozes simplesmente por serem mulheres.


7 - Livro que você tem na estante, mas tem medo de ler por parecer chato?

R: Eis um livro que comprei por causa do título e pela sinopse, mas ao ver como não é muito bem avaliado no Skoob me deixou com um certo receio. Está encalhado esperando para quando eu tiver com ânimo para ler e, quem sabe, disposição para chegar até o fim da leitura. Espero estar enganada!







8 - Livro que tinha tudo para ser chato, mas foi bom?

R: O livro foi lançado no Brasil seguindo a onda de livros sobre vampiros adolescentes devido ao sucesso de Crepúsculo. Há muitos clichês adolescentes na história, como: as gostosas acéfalas, a nerd perseguida e os caras lindos e misteriosos com altas chances de serem sobrenaturais, porém a autora soube aproveitar os clichês e contar uma trama muito bacana numa escrita fluida que te prende. Bom, ao menos foi a impressão que tive ao ler a esse primeiro livro de uma série que, infelizmente, foi descontinuada no Brasil, sendo lançado somente até o segundo volume pela extinta Underword. Vamos torcer para que outras editoras se interessem em lançar a série por aqui algum dia, quem sabe! É possível encontrar as traduções dos demais volumes de modo free pela internet. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Expressões idiomáticas ao pé da letra

Uma lição sobre o suicídio

Financiamento estudantil vale a pena?