Financiamento estudantil vale a pena?

Olá pessoal, como estão? Após uns dias sem escrever estou de volta com um post bem atípico aqui no blog, afinal, só pelo título acima já foi possível ver como é algo bem fora da caixinha o que tratarei a seguir. 



Talvez você esteja se perguntando a razão para eu escrever sobre o assunto em questão, então e a resposta que posso lhe oferecer é de que após muito pensar cheguei à uma resolução que gostaria de compartilhar para o caso de você ou algum conhecido que esteja cogitando financiar um curso universitário. Além do mais, o que será colocado aqui será, categoricamente, com conhecimento de causa, ou seja, não pretendo analisar o mercado nem nada do tipo, apenas falarei como alguém que recorreu ao financiamento estudantil, até mesmo porque se você for investigar sobre o assunto em sites da internet, provavelmente o que verá será algum especialista numa área X dar pitaco sobre a viabilidade do financiamento com o distanciamento de quem provavelmente nunca financiou os próprios estudos. 


Assim sendo, te convido a ler este texto/desabafo e pensar muito, mais muito mesmo antes de optar por financiar qualquer coisa em sua vida! 👎


Primeiramente: o que é um financiamento estudantil? 



Bom, basicamente explicando, financiamento estudantil é quando uma instituição financeira custeia o curso de alguma instituição de ensino privado, tudo para que você possa estudar sem ter que se "preocupar" muito com dinheiro, isso no decorrer do curso universitário ou técnico. Geralmente as taxas de juros de financiamentos estudantis são baixas, mas isso não quer dizer que por causa disso qualquer um pode requerer um financiamento, pelo contrário, dependendo do valor do curso que você quer financiar e de sua renda, infelizmente, você pode acabar não conseguindo. 


Outra questão que pesa em relação a financiar um curso é a capacidade do aluno/devedor em manter o pagamento da dívida sempre em dia, trocando em miúdos, não atrasar parcelas já que atrasos podem virar uma bola de neve e, mais adiante, lhe trazer mais dor de cabeça do que se você tivesse optado por não fazer o curso e deixar um sonho de lado ou pagar o curso, mas ficar totalmente sem dinheiro. 

A instituição pela qual optei para financiamento do meu curso foi o Pravaler (há outras no mercado, mas vou tratar desta já que é conhecida por mim) que tem seus prós e contras que comentarei a seguir como consumidora e não especialista, ok? 


Como funciona o Pravaler?




O juros do Pravaler são baixos quando você mantém o pagamento em dia e sempre é possível optar por não continuar no financiamento já que ele é feito semestralmente, uma maneira até prática se você não quer financiar todos os semestres de um curso, mas que mesmo assim acaba te escravizando já que ao optar por deixar de financiar algum semestre você terá que continuar as parcelas de semestres anteriormente financiados mais a mensalidade da faculdade e a gente sabe que quem financia um curso recorre a esta ferramenta de custeio justamente porque não tem dinheiro para bancar os próprios estudos integralmente, assim, se você for entrar nisto esteja ciente de que você ou financia até o fim ou tranca o curso para quitar o que está devendo para enfim retornar pagando as mensalidades da faculdade normalmente ciente de que adiou a formatura por um tempo. 

Caso opte por financiar e seja alguém que se mantém em dia com o pagamento das parcelas, certamente continuará o financiamento sem problemas, porém saiba, também, que você precisa sempre a cada semestre pagar a rematrícula já que é critério para continuar com o Pravaler; assim, não saia por aí gastando dinheiro ao longo do ano e esqueça de reservar um montante para pagar rematrícula que, certamente, além de não renovar o financiamento com o Pravaler também você vai ficar devendo a faculdade! 

Esse lance de ter que estar matriculado no curso para continuar financiando foi algo que demorei para entender, pois na minha mente o Pravaler pagava o semestre (6 meses) todo do curso, ou seja, não teria que me preocupar com rematrícula. Que ingenuidade! 

Um aspecto negativo sobre recorrer ao financiamento da referida instituição aqui citada é a questão do atendimento. Duvido muito que eu seja a única que entrega sempre tudo com antecedência e mesmo assim recebe boleto de cobrança da faculdade e do próprio Pravaler, que fica informando que está faltando alguma coisa, por mais que você tenha feito a postagem de toda a documentação necessária via Correios ou a tenha entregado na faculdade em que estuda. 

Você começa a se preocupar se vai continuar financiando e já começa a sofrer por antecipação com a pressão psicológica de não saber se demorou muito para postar a documentação ou se ela se perdeu pelo caminho, por exemplo. Já houve vezes de eu ter que postar mais de uma vez, pagando nova taxa de postagem nos Correios para que minha documentação fosse recebida e não ser sequer informada sobre a possibilidade de não ter que arcar com a nova postagem já que não fui eu quem extraviou a documentação da recontratação de financiamento. 

Algo que você terá que ter com absoluta certeza, também, é paciência com o atendimento ofertado pelo Pravaler já que em meses mais tensos, como no começo de cada novo semestre, é impossível conversar pelo chat (fila de atendimento eterna) e pelo Facebook já que toda hora, praticamente, uma mensagem eletrônica vai ficar te pedindo, via messenger, para selecionar a opção desejada de atendimento, informar nome, CPF, data de nascimento e até o nome da mãe! Enfim, toda uma burocracia que não é mérito (ou seria demérito?) somente do Pravaler e sim algo do próprio sistema de atendimento brasileiro. 

E agora para encerrar e, talvez te assustar um pouco e te fazer pensar muito sobre o assunto, quando você estiver no final do curso receberá um contrato onde lhe será adiantado quais serão os valores que serão pagos no final do financiamento, aí você vai se desesperar porque tais valores serão maiores do que o valor final do último semestre do curso que você financiou porque estarão embutidos aí as parcelas que ficaram para trás a cada novo financiamento acrescidos de algum juros! Desolador, não? Eu sei!!!! 



Vale a pena financiar?




Bom, gostaria de agradecer se você chegou até aqui porque realmente o texto foi bem longo; porém agora, sem delongas, respondo que financiar um curso não vale muito a pena, mesmo que seja um sonho, como é o meu caso. 

Por mais que seja um curso muito bacana este que faço que é o bacharel em Produção Editorial em uma instituição de renome, o curso não é essencial para quem quer, assim como eu, atuar no ramo editorial, afinal a maior parte dos profissionais envolvidos no mercado de livros, revistas, jornais, comunicação etc tem formação em outras áreas do conhecimento e nem por isso deixam de estar lá no meio editorial ou produzindo conteúdo que é o que faz produtor editorial. 

Se você quer atuar no mercado editorial de livros, por exemplo como no meu caso, você pode começar fazendo cursos profissionalizantes na área na qual quer aturar. Se quiser atuar na parte textual, faça um curso de marketing de conteúdo, vai aprender a redigir uma redação publicitária, criar uma pauta, corrigir texto... enfim, você pode fazer pequenos cursos que envolvam a área de atuação de um produtor editorial e assim gastar bem menos e ter as mesmas chances de ingressar na área, não necessariamente recorrendo a um financiamento que pode, ou melhor, não vai compensar ao final de tudo. 

Duvido muito que alguém que tenha financiado um curso uma vez fará algo similar novamente e sabe por qual razão?, simples, não vale o transtorno, a preocupação e o desespero se você ficar desempregado já que a dívida será cobrada e ninguém vai querer saber se você sempre foi um bom pagador, pelo contrário, na primeira oportunidade seu nome cairá em descrédito e de excepcional cliente você se tornará um execrável devedor.

Em todo caso a decisão é sua, mas não deixe de pensar muito sobre a questão aqui levantada e, se possível, converse com pessoas que tenham financiado ou que estejam financiando os estudos porque é sempre melhor ouvir quem conhece bem a questão.

PS: Saiba mais sobre os prós e contras do financiamento estudantil clicando AQUI.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Expressões idiomáticas ao pé da letra

Night Huntress - informação sobre a série

Uma lição sobre o suicídio