Peripécias do reino animal

Às vezes, estamos tão aferrados com a rotina desse nosso cotidiano conturbado que, muitas vezes, não permitimos que nossos sentimentos aflorem, o que nos distancia do real siginificado da palavra ser humano. No entanto, quando nos deparamos com singularidades que são ao mesmo tempo simples e profundas, repensamos sobre nossas vidas e no que, de fato, dá sentido a ela.
Muitos até podem achar demasiado as palavras ditas a pouco; porém, somente um ser que não é humano pode achar que, diante dessa imensidão intensa que é viver e sentir, pequenas situaçãos não são capazes de nos tocar profundamente; afinal, até no reino animal podemos vislumbrar acontecimentos peculiares, mas, ao mesmo tempo, marcantes, como o fato de, por incrível que pareça, uma simpática hipopótamo ter ajudado um filhote de zebra e um filhote de gnu a atravessarem  o rio Mara.
Desse modo, definitivamente, o reino animal  fascina, mas chega a enfeitiçar quando cenas assim ocorrem, pois é um gesto de uma sensibilidade difícil de se ver_ não no reino selvagem (aquele habitato por animais ditos irracionais)_, mas entre o reino humano, uma vez que é tão comum o abandono, o egoísmo, a maldade e tantos outros termos que só podem ter sido criados sob medidas para nos qualificar. De qualquer modo, abaixo segue as fotos tiradas no momento em que a dona hipopótamo ajudava os pequeninos a atravessarem o rio; no entanto, que fique de aviso que as imagens de tão bonitas chegam a fazer com que os mais sensíveis acumulem lágrimas nos cantos dos olhos.





Fotos: Sanctuary Olonana 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meta de leitura 2016

Uma lição sobre o suicídio

Night Huntress - informação sobre a série